Profeta diz que evoca espíritos para revelar números premiados da loteria

Para alguns a sorte e certas combinações numéricas não são suficientes para garantir prêmio de loterias. Há, por exemplo, os que recorrem a pais de santo e entidades religiosas antes de fazer uma fezinha em casas lotéricas. Elineu Diluca, que se autointitula mestre e profeta, defende que a manifestação sobrenatural e volantes consagrados pelo "O Grande Espírito" podem ser mais certeiros.

A Diretoria | 17/12/2013 | Sem Comentários


 

GImagem da Internet
Para alguns a sorte e certas combinações numéricas não são suficientes para garantir prêmio de loterias. Há, por exemplo, os que recorrem a pais de santo e entidades religiosas antes de fazer uma fezinha em casas lotéricas. Elineu Diluca, que se autointitula mestre e profeta, defende que a manifestação sobrenatural e volantes consagrados pelo "O Grande Espírito" podem ser mais certeiros.

Para contratá-lo, apostador paga R$ 110 como taxa de custo pelo ritual com o punhal de ouro e aguarda por correspondência os jogos preenchidos com a inspiração divina. "Basta fazer a sua parte que imediatamente faremos a nossa e você ficará chokado (sic) com os incríveis resultados!", diz Diluca em sua página.

Ele ainda explica que o serviço, que poderia valer até R$ 10 mil com outros "picaretas", não é cobrado. "Mas se você ganhar o Grande Prêmio a Entidade Sagrada lhe pede algo que é 5% como oferenda, sem obrigação", explica o texto. Como o pratica como um serviço voluntário à entidade, Diluca cobra o valor de custo do ritual sagrado, que envolve velas, mel, frutas e raízes silvestres.